Como Adestrar O Seu Cão

O adestramento de cachorros é algo que vem a cabeça de papais e mamães de pets, principalmente os de primeira viagem.

Isso porque adestrar seu cão pode proporcionar diversos benefícios, como facilitar algumas atividades de rotina entre tutor e cão, além de ser uma forma de fazer o cachorro obedecer os chamados e pedidos do dono.

Se contratar um profissional para realizar essa tarefa ainda não está no seu orçamento, não se preocupe. Nesse texto, vamos dar algumas dicas de como adestrar seu cão de forma simples e prática.

Por que adestrar seu cão é importante?

Alguns donos acreditam que adestrar seu cão pode fazer com que ele tenha comportamentos robóticos, tirando assim, toda a autonomia do cachorro.

A biologia e a genética provam que isso é um mito. Assim como os lobos, os cães se sentem mais confortáveis quando vivem em matilhas.

Logo, adestrar seu cão irá ensiná-lo que a matilha dele são os habitantes da sua casa e que existe um líder, você.

Dessa forma, o cachorro sente prazer pela sensação de pertencimento de um coletivo, tem seu raciocínio estimulado, diversão e equilíbrio comportamental, fatores essenciais para a felicidade do cão.

Dito isso, o único cuidado que você deve ter é não deixar que o cachorro acredite que ele é o líder da matilha. Eles precisam saber que devem seguir os seus pedidos e fazer somente o que você permitir.

Falando assim, parece que será uma relação de hierarquia, totalmente sem carinho, não é mesmo? Mas, relaxe. Essa é só a primeira impressão.

Ao te identificar como líder, o cão cria um sentimento de respeito e admiração, tornando a relação entre vocês ainda mais forte e cheia de amor.

Por sentir todas essas coisas, o cachorro se sente mais calmo, tranquilo, não late ou rosna sem uma real necessidade e respeita as regras da casa.

Como adestrar seu cão?

Nos tópicos a seguir, vamos mostrar como ensinar comandos simples e como consertar problemas de comportamento com o adestramento de cachorros.

Mas, antes de tudo isso, não podemos continuar sem antes falar de algo muito importante: os petiscos!

Além de atenção, carinho e as palavras “muito bem” e “bom garoto”, os petiscos também serão grandes aliados na hora de adestrar seu cão.

Todas essas pequenas atitudes mencionadas acima, são muito importantes para o pet. Ele entende que está fazendo a coisa certa, pois está recebendo algo bom por ter feito aquilo. Pouco a pouco, tudo que você ensinar com os petiscos e carícias, vai virar um hábito natural.

Se seu cachorro possui algumas restrições alimentares, não tem problema. O setor de pet food tem várias tendências, como petiscos saudáveis para os cães não saírem da dieta, os veganos e os anti-alérgicos.

Você também pode dar frutas que não prejudiquem a saúde do animal, ou até mesmo os grãos da ração preferida dele.

Para que os petiscos realmente cumpram com a sua missão, eles precisam ter uma fácil mastigação, para que o cachorro não tenha que parar para comer e perca o foco no adestramento.

Isso também não irá prejudicar a saúde e qualidade de vida do cão. Treinamentos podem levar um certo período de tempo e comer muitos petiscos toda hora pode causar obesidade canina.

Agora que você tomou nota desses fatos tão importantes, chegou a hora das dicas de como adestrar seu cão.

Comandos simples

“Sentar”

Sentar é o primeiro comando que um cão precisa aprender, pois outras partes desse adestramento irão depender do movimento.

Pegue um petisco e deixe que o cachorro sinta o cheiro dele na sua mão. É natural que ele sente, esperando a comida. Se ele fizer isso, faça dê um elogio ou um aperitivo.

Pode ser que seu cão não sente para pegar o petisco, mas existe outra forma de convencê-lo a fazer isso.

Com o petisco na palma da mão, mova-a para a parte de trás da cabeça dele. A ideia é fazer com que ele sente acompanhando seu movimento.

“Dá a pata”

O primeiro passo é o mesmo do comando “sentar”, deixar que o cachorro cheire o petisco na sua mão. Ele vai tentar pegar o aperitivo de várias maneiras. Quando ele colocar a pata na sua mão, dê o petisco. Assim, ele saberá que fez a coisa certa.

Não esqueça de repetir “dá a patinha” para que ele também aprenda a palavra de comando e não só o movimento.

“Deita”

Coloque o petisco na frente do focinho do cão e desça a sua mão até o chão. O movimento natural é que o pet coloque o cotovelo das patas dianteiras no chão.

Assim que ele fizer isso, dê o petisco falando a palavra de comando. Dessa forma, no futuro ele irá fazer isso sem precisar de uma recompensa.

“Fica”

Esse comando só pode ser aprendido depois que o cachorro aprender a sentar, pois depois que ele ficar nessa posição, você pode treiná-lo para passar mais tempo desse jeito dando petiscos.

Depois que ele passar alguns segundos sentado, faça o gesto de “pare” com as mãos e diga “fica”. Vá se afastando devagar e se ele levantar, fale a palavra de comando novamente.

É importante saber que todos os comandos simples levam algum tempo para serem aprendidos. A dica de ouro é ter paciência, repetir quantas vezes for necessário e não alterar a voz.

Quer saber como fazer o cachorro parar de latir? Saiba mais aqui nesse artigo.

Eliminando problemas de comportamento

Cachorro puxa a coleira nos passeios

Parece cena de filme, mas na realidade, já aconteceu com grande parte dos tutores de cães.

Isso acontece por dois motivos: o cachorro está muito feliz por passear ou ele está com problemas em te reconhecer como líder da matilha.

Para resolver a primeira questão, brinque com ele antes de sair de casa, mas não a ponto de deixá-lo exausto e ele não querer mais caminhar. Assim, ele estará mais tranquilo na hora do passeio.

O outro ponto precisa de um adestramento um pouco mais forte. Deixe o cão sempre de um lado do corpo e não troque a guia de mão durante o trajeto.

Fique na frente ou do lado do cachorro, não permitindo que ele fique na frente. Se ele puxar a coleira, pare e só volte a andar quando ele parar com essa atitude.

Cocô e xixi fora do lugar

Esse caso é bastante delicado. Mesmo que você sentir raiva, não reclame com o cachorro depois dele ter feito as necessidades fora do lugar. Ele não irá atender que a bronca está sendo por aquele motivo e ficará confuso.

Alguns produtos fáceis de ser encontrados em pet shops podem te ajudar nessa missão. Quando ver o cão fazendo xixi e cocô no lugar certo, faça bastante festa, com muitos elogios e carinho.

Cão acha que é dono do sofá

Alguns tutores adoram ficar com seus cachorros no sofá ou cama. Já outros preferem que eles não subam nesses móveis.

Independente da sua vontade, tem um jeitinho certo para adestrar seu cão.

Se você ver o pet subindo no sofá, use a palavra de comando “não”. Quando você estiver sentado e ele quiser subir, coloque o braço com cuidado na frente dele para que nenhum dos dois se machuque.

Agora, se você gosta que ele fique no sofá, ensine que ele só deve ficar lá quando você permitir. Diga não quando ele subir sozinho, sem sua permissão. Quando você sentar, dê dois tapinhas no sofá e fale “sobe”. Assim que ele fizer isso, não esqueça do petisco.

Morde ou quebra objetos da casa

Os filhotes tendem a morder os objetos porque sentem coceira na gengiva devido a troca de dentes. Você pode comprar aqueles brinquedinhos de morder que vendem em qualquer pet shop e resolver esse problema.

Já no caso de cães adultos fazem esse tipo de coisa por tédio ou ansiedade. Deixe seus objetos pessoais onde eles não podem alcançar. Outra dica é considerar contratar um dog walker, pet sitter ou até mesmo colocá-lo em uma creche para cachorros.

Latidos para outros animais

Passeios em parques ou em praças, geralmente, despertam esse tipo de reação, principalmente se seu cachorro não tem contato com outros cães no dia a dia.

Sempre que ele latir para outro animal, prenda-o em algum lugar onde ele consiga ver os outros cachorros. Quando ele se acalmar, solte-o, mas, se ele voltar a latir, prenda de novo, até que ele aprenda que só vai brincar se não latir.

Descubra como fazer o cachorro parar de latir com este segredo. Clique aqui e saiba mais.

Mau comportamento quando percebe que o dono vai sair

Todo dia antes de sair para o trabalho é a mesma coisa. Pega a chave, coloca o sapato, pega a bolsa, e o cachorro late.

Para acabar com isso, faça o mesmo ritual, mas sem sair de casa. Se ele parar de associar essas atitudes com a sua saída, não vai mais querer chamar a atenção.

Destrói o jardim

Se você não consegue deixar suas plantinhas bonitas porque o seu cão adora arrancar a grama, aqui vai uma dica de ouro.

Cachorros são animais muito higiênicos. Por isso, sempre que ele fizer um burado, coloque o cocô dele dentro. Ele sentirá o cheiro e não vai mais querer mexer no seu jardim.

Mas, tome cuidado. Esse tipo de comportamento em cães é sinal de ansiedade.

Não dá atenção quando você chama

Cachorros têm comportamentos muito similares aos das crianças. Quando os pequeninos estão se divertindo, costumam ignorar a suas mães quando elas os chamam para ir embora. Os cães fazem a mesma coisa.

Por isso, em casa, chame o seu cachorro pelo nome. Sempre que ele vir até você, dê uma recompensa. Fazendo isso, você ajuda ele a entender que quando você chamá-lo não é para algo negativo.

Cachorro comilão

Assim como puxar a coleira, quando o cão toma essa atitude, é porque você precisa lembrá-lo de quem é o líder da matilha.

Ao ver o cachorro tentando pegar comida da mesa, diga a palavra de comando “não”.

O que pula nas visitas

Geralmente, quando um cão faz festa ao ver uma visita, ele ganha carinho e atenção. Logo, ele associa que pular nas pessoas é um gesto bom, mas não é todo mundo que se sente confortável com isso.

Para evitar constrangimentos, toda vez que ele fizer isso em alguém, peça para que a pessoa não brinque, olhe ou fale com ele.

Ao parar de receber a reação de costume, ele irá entender que precisa se acalmar para ganhar a atenção de novo.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe com seus amigos e familiares que tem problemas com seus cães. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *